Critérios de Avaliação

Conforme INSTRUÇÃO NORMATIVA 001/2015 – 01/02/2015 referente aos PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS SERIADOS SEMESTRAIS os critérios de avaliação se dão da seguinte forma:

 

“Art. 2º A quantidade de notas mínimas obrigatórias, que expressam o aproveitamento escolar dos alunos, por disciplina, é de duas por período, ambas em conformidade com o plano de ensino da disciplina e regras delimitadas em Conselho de Curso, e com data final para a entrega da nota fixada no Calendário Acadêmico Geral.

§ 1° Ao aluno que deixar de comparecer uma da(s) prova(s) obrigatórias(s) será concedido, automaticamente, o direito de prestar a terceira prova, constando de toda a matéria dada, na data fixada no Calendário Acadêmico Geral, que substituirá a nota da prova faltante.

§ 2° Caso o aluno deixe de comparecer as ambas as avalições obrigatórias, fica desta forma automaticamente reprovado.

§ 3° Ressalvado o que dispõe o parágrafo anterior, atribui-se nota zero ao aluno que deixar de se submeter às avaliações, nas datas estabelecidas pelo professor ou pela Coordenação do Curso, bem como ao que nelas se utilizar meio fraudulento, e, nesse caso, sem prejuízo de outras medidas disciplinares.

§ 4° A média do período é obtida através da média aritmética simples da primeira e segunda avaliações obrigatórias, não sendo admitido arredondamento nesse cálculo.

§ 5° Os alunos com frequência igual ou superior a setenta e cinco por cento, obtendo média, no período, igual ou superior a 6.0 (seis) serão considerados aprovados, nas respectivas disciplinas.

§ 6° Os alunos com frequência igual ou superior a setenta e cinco por cento, obtendo média, no período, inferior a 6.0 (seis), em cada disciplina, submetem-se à terceira prova, constando de toda a matéria dada.

§ 7° Não há segunda chamada para nenhuma avaliação.

§ 8º Os alunos submetidos à terceira prova, terão a média do período calculada através da média aritmética simples das duas maiores notas obtidas entre todas as provas realizadas, não sendo admitido arredondamento nesse cálculo.

§ 9° Serão considerados reprovados, nas respectivas disciplinas, os alunos com frequência inferior a setenta e cinco por cento, independentemente do aproveitamento demonstrado; ou, com frequência igual ou superior a setenta e cinco por cento e média no período inferior a 6.0 (seis).

Art. 3º Todas as notas de provas deverão ser expressas em números decimais, de 0 (zero) a 10 (dez), em intervalos de 0.5 (meio).”